quarta-feira, 21 de outubro de 2009

LORD BYRON




Jorge Gordon Byron, conhecido como Lord Byron, foi um importante poeta inglês do século XIX. Nasceu da cidade de Londres em 23 de janeiro de 1788.




Aspectos de sua vida

É considerado, na literatura inglesa, um gênio poético e um dos principais representantes do romantismo inglês. Seus poemas são carregados de inspiração exaltada, crítica social, impetuosa e violenta. Apresentam temas ligados à tristeza humana e melancolia..muito parecidas com textos poéticos Góticos. Seu primeiro livro de poemas foi “Horas de lazer”, escrito em 1807.



Fez muitas viagens, que o inspiraram, para cidades da Espanha, Grécia, Malta, Suíça, Itália e Albânia. Em Genebra, viveu com Claire Clairmont com quem teve uma filha, em 1817, chamada Allegra.



Byron era aleijado de um pé. Morou um tempo em Lisboa, porém uma situação desagradável o indispôs contra os portugueses. Foi morar no Oriente, em seus últimos anos de vida. Morreu em Missolonghi no dia 19 de abril de 1824.



POESIA DE BYRON

Oh! na Flor da Beleza Arrebatada




Oh! na flor da beleza arrebatada,

Não há de te oprimir tumba pesada;

Em tua relva as rosas criarão

Pétalas, as primeiras que virão,

E oscilará o cipreste em branda escuridão.



E junto da água a fluir azul da fonte

Inclinará a Tristeza a langue fronte

E as cismas nutrirá de sonho ardente;

Pausará lenta, e andará suavemente,

Como se com seus passos, pobre ente!

Os mortos perturbasse, mesmo levemente!



Basta! sabemos nós que o pranto é vão,

Que a morte, à nossa dor, não dá atenção.

Isso fará esquecer-nos de prantear?

Ou que choremos menos fará então?

E tu, que dizes para eu me olvidar,

Teu rosto acha-se pálido, úmido esse olhar.


Byron





A uma taça feita de um crânio humano

(poesia de Byron antecedendo características Góticas
pessimismo e aflição do ser humano)




Não recues! De mim não foi-se o espírito...

Em mim verás - pobre caveira fria

-Único crânio que, ao invés dos vivos,

Só derrama alegria.



Vivi! amei! bebi qual tu: Na morte

Arrancaram da terra os ossos meus.

Não me insultes! empina-me!... que a larva

Tem beijos mais sombrios do que os teus.



Mais val guardar o sumo da parreira

Do que ao verme do chão ser pasto vil;

-Taça - levar dos Deuses a bebida,

Que o pasto do reptil.



Que este vaso, onde o espírito brilhava,

Vá nos outros o espírito acender.

Ai! Quando um crânio já não tem mais cérebro...

Podeis de vinho o encher!



Bebe, enquanto inda é tempo! Uma outra raça,

Quando tu e os teus fordes nos fossos,

Pode do abraço te livrar da terra,

E ébria folgando profanar teus ossos.

E por que não? Se no correr da vida



Tanto mal, tanta dor ai repousa?

É bom fugindo à podridão do lado

.Servir na morte enfim p'ra alguma coisa!...



Lord Byron



Tradução de Castro Alves


.

5 comentários:

  1. Maravilha o seu cantinho.
    Na intenção de divulgar o meu trabalho, cheguei até você.
    Gostei muito do seu espaço. Eu não estou podendo ler tudo de uma vez porque a tela do computador atrapalha um pouco a minha visão, mas certamente voltarei mais vezes. O meu oftamologista pediu que desse um tempo da telinha... e eu sou fraca ?
    O meu território já está demarcado.
    Convido a dar uma espiada em "FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER.." ( o seu cantinho de leitura), em:
    http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Terei sempre uma história para contar.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga !! fiquei muito feliz..por ter gostado !!!e com certeza espeiarei oseu cantinho tb.."nós da arte literária temos o dom de pareciar ...e valorizar a cultura de um modo geral...!!volte sempre assim como apreciarei muitas vezes o seu cantinho que deu uma olhada éh maravilhoso ...assim como deve ser vc....!!! bjuss no seu coração!!!"a arte éh bela ..depende dos homens.." Oscar Wilde"

    ResponderExcluir
  3. hehe,nossa quando estudei sobre lord byron e a segunda geraçao do romantismo,fiquei tao ligado nela que nem me importei de fazer um conto de 10 paginas para a professora de literatura rsrsrsrs,realmente devemos muito a esse lord kkkkk!!!!:by dark angel

    ResponderExcluir
  4. aaaa um conselho,posta o conto uma noite na taberna do Alvares de Azevedo,nossa aquele livro é muito bom mesmo o melhor que jah vih na minha opiniao,acho que se vc postar ele e comentar sobre o autor qeu foi o mais conheçido da segunda geraçao muita gente vai ler e comentar,se quiser te passo para vc pelo msn eu tenho ele no pc:by dark angel

    ResponderExcluir
  5. ADOROOO O lORD bYRON LINDO ...UM DOS MEUS PREFERIDOS ...REALMENTE QUEM O CONHECE UMA VEZ NÃO O ESQUECE JAMAIS...!!! AHHHH JÁ POSTEI NOITES NA TAVERNA ..!! UMA OBRA SENSÁCIONAL ......E COM TRAÇOS BYRONINO !!!*__*

    ResponderExcluir