sábado, 24 de outubro de 2009

SOBRE A OBRA WUTHERING HEIGHTS

O   romance começa com uma narração de um visitante para os Yorkshire Moors. A Sra. Dean, outra participante activa na narração


da história, dá toda a informação acerca dos personagens. A sensação que temos ao ler este livro é de estarmos a assistir a um filme. A história recua no tempo, para depois voltar ao presente - onde tinha sido deixada. O herói da história, Heathcliff, é mostrado como alguém com um coração de pedra, cruel, e que amava Catherine, a filha dos Earnshaws. Heathcliff havia sido adoptado pelo pai de Catherine, e após a sua morte Heathcliff foi enganado pelos irmãos Earnshaw. Foi tratado como um criado da casa. Devido a ocorrências inevitáveis, Catherine casa-se com Edgar Linton, que era rico. Mas a paixão de Heathcliff por Catherine não diminuiu: ele apaixonou-se ainda mais, passando a estar disposto a tudo para a ter. Ele era capaz de ver que Catherine não estava feliz com Linton, e começou a descarregar a sua raiva nas pessoas que viviam com ele - esquecendo-se de ser feliz. Ele desejava a sua própria morte, para que pudesse juntar-se a Catherine no Céu. Quando ouviu rumores da morte de Catherine, ficou destroçado e um dia passou a noite toda fora de casa. Chovia torrencialmente, e Heathcliff estava sem abrigo, completamente encharcado. Como consequência, Heathcliff adoeceu gravemente e morreu nessa mesma noite. Dean disse a Lockwood que havia um sorriso no rosto de Heathcliff quando morreu, como se estivesse feliz por se juntar a Catherine. Na obra, as descrições de Emily - tanto das paisagens como das personagens - são impressionantes. A linguagem utilizada pela autora é excelente, uma vez que pode ser compreendida por leitores de todas as idades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário